10 de agosto de 2022
HomeGeralPesquisa aponta Sergio Moro na liderança ao Senado pelo Paraná

Pesquisa aponta Sergio Moro na liderança ao Senado pelo Paraná

Relacionados

Yes! Cosmetiscs de Caarapó com melhor presente para o Paizão

A Mariana Raylla da  Yes!Cosmetics anuncia o presente perfeito...

Após três anos, ANTT cria comissão que vai dar fim ao contrato de concessão da BR-163 com a CCR MSVia

A ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) publicou nesta...
spot_img

A entrada do ex-juiz e ex-ministro Sérgio Moro (União Brasil) na disputa eleitoral no Paraná mudou o cenário do confronto para a vaga ao Senado. Em pesquisa da Real Time Big Data divulgada nesta segunda-feira (27), ele aparece à frente do senador Alvaro Dias (Podemos), com 30% dos votos. Neste cenário, Dias – que liderava pesquisas anteriores – tem 23% das intenções

Os outros candidatos ficaram abaixo da marca de dois dígitos: Dr Rosinha (PT) com 7%, Paulo Martins (PL) com 6%, Aline Sleutjes (Pros) com 2% e Alex Canziani (PSD) e Guto Silva (Progressistas) com 1% cada. Além disso, 11% declararam voto nulo ou branco e 19% não souberam ou não quiseram opinar.

No cenário sem Moro, Alvaro Dias, que articulou a entrada do ex-juiz no Podemos antes da mudança para o União Brasil, lidera com 41% das intenções de votos. Já no cenário com Moro e sem Dias, o ex-ministro aparece à frente com 35% dos votos.

– Fiquei satisfeito com o resultado da pesquisa para o Senado. Revela que o povo paranaense reconhece o trabalho que foi feito na Lava Jato e no Ministério da Justiça. Também mostra o interesse dos eleitores nas nossas propostas – disse Moro ao Estadão.

Procurado nesta segunda, Dias preferiu não comentar a pesquisa. Na semana anterior, ele havia dito ao Estadão que não falaria sobre hipóteses e que, caso houvesse disputa com Moro, ela seria civilizada. No panorama sem o ex-juiz, o senador lidera com 35% das intenções.

– [Minha relação com Moro] não mudou absolutamente nada. Ele fez uma opção político-partidária. O respeito não muda em nada, o conceito adquirido por ele na magistratura – afirmou o senador.

Na avaliação do cientista político Bruno Bolognesi, professor na Universidade Federal do Paraná (UFPR), o cenário ainda é incerto e se trata da primeira pesquisa divulgada com Moro. Para ele, também não se pode descartar a quantidade de indecisos.

– Não é uma diferença tão grande que dê para dar segurança para o Moro no sentido de que está ganho, até porque ele disputa o mesmo nicho que o Álvaro. Dias tentou nos últimos anos consolidar a imagem de combate à corrupção – afirmou.

Bolognesi disse acreditar que uma mudança de Álvaro Dias, dada a possibilidade de tentar o governo do Estado, pode significar “sair de uma fria para entrar em uma gelada”.

– O Moro criou uma situação inusitada no Paraná. Ele pode melar a eleição de todo mundo que o apoiou, inclusive o Alvaro – disse.

A pesquisa foi contratada pelo Grupo RIC, que comanda as afiliadas da TV Record e da Jovem Pan News no Paraná. Foram ouvidos 1,5 mil eleitores, entre os dias 24 e 25 de junho. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos, e o nível de confiança é de 95%.

O levantamento está registrado com o número PR-06518/2022.

Ratinho lidera disputa ao governo do Paraná
O governador Ratinho Junior (PSD), pré-candidato à reeleição, lidera a pesquisa e venceria no primeiro turno nos dois cenários avaliados. No primeiro panorama, na pesquisa estimulada, Ratinho tem 42% das intenções de votos, seguido por Roberto Requião (PT), com 16%, Flavio Arns (Podemos), com 5%.

Cesar Silvestri Filho (PSD) fica com 3%, Ângela Machado (PSOL) recebe 1% e Solange Ferreira Bueno (PMN) não pontuou. Outros 14% dos eleitores votam nulo ou branco e 19% não souberam ou não quiseram responder. No cenário sem o senador Flavio Arns, o governador aumenta as intenções de votos para 44% – e Requião se mantém com 16%.

– Fiquei assustado com os 20% do Ratinho na pesquisa espontânea. Ele tem um governo bem avaliado, baixa rejeição e só 20% das pessoas lembram? Acho que é preciso ter cautela neste momento – afirmou o cientista político.

Ratinho Junior tem rejeição de 21% e aprovação do governo de 57%. Publicamente, ele não definiu apoio ao Senado. Alinhado ao presidente Jair Bolsonaro (PL), há a possibilidade de o governador declarar apoio a Paulo Martins, pré-candidato de Bolsonaro. Dias também busca apoio de Ratinho.

*AE

Últimas Notinias

spot_img