2 de julho de 2022
HomeGeralCom vazamento de nova alta, Lira declara ‘guerra’ à Petrobras, Congresso deve...

Com vazamento de nova alta, Lira declara ‘guerra’ à Petrobras, Congresso deve interferir na política de preços

Relacionados

Câmara de Mundo Novo aprovou LDO (Lei de Diretrizes Orçamentarias) e mais dois projetos

Os vereadores mundonovenses aprovaram na noite desta segunda-feira 27,...

Homem comete suicídio após encontrar filho morto em carro

Um homem de 37 anos da Virgínia, nos Estados...

Produtor rural de Nova América denuncia furto e abate de suínos

O produtor rural Fabrício Ortoncelli (44) procurou nesta quarta-feira...

Junto de Collor e Lira, Bolsonaro confirma aumento do Auxílio

O presidente Jair Bolsonaro (PL) confirmou nesta terça-feira (28)...
spot_img
Na noite desta quinta-feira (16), o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), disparou críticas contra a Petrobras em virtude da possibilidade de um novo aumento no preço dos combustíveis.
Para o parlamentar, a empresa “age como amiga dos lucros bilionários e inimiga do Brasil”. Ele ainda pretende discutir a política de preços da Petrobras com líderes partidários na próxima segunda-feira (20).

O conselho de administração da empresa se reuniu na tarde desta quinta. De acordo com o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, os conselheiros autorizaram a empresa a anunciar um reajuste nos combustíveis nesta sexta-feira (17).

Segundo a Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicaom), na comparação com os preços internacionais, a defasagem do diesel chega a 18% e a da gasolina chega a 14%.

O último reajuste promovido pela Petrobras ocorreu em 9 de maio. Na ocasião, apenas o diesel sofreu o aumento, que subiu 8,9% nas refinarias. Já a gasolina foi reajustada em março, pouco depois do início da Guerra na Ucrânia. Na época, o preço subiu 18,7%.

Lira fez as críticas em sua conta do Twitter.

– A República Federativa da Petrobras, um país independente e em declarado estado de guerra em relação ao Brasil e ao povo brasileiro, parece ter anunciado o bombardeio de um novo aumento nos combustíveis.
Enquanto tentamos aliviar o drama dos mais vulneráveis nessa crise mundial sem precedentes, a estatal brasileira que possui função social age como amiga dos lucros bilionários e inimiga do Brasil. Na segunda feira, estarei convocando uma reunião de líderes para discutir a política de preços da Petrobras. Política da Petrobras, que pertence ao Brasil e não à diretoria da Petrobras – escreveu. 

 

*Pleno News

Últimas Notinias

spot_img